Assinatura RSS

Sabores da língua portuguesa comandam roteiro de férias

Publicado em

Divulgação/FESTLIP

Passados o carnaval da Copa e a maratona acadêmica, é hora de convocar a programação de férias. Na Gávea, as variadas opções incluem desde exposições de fotografia e pintura, colônia de férias e festival de teatro da língua portuguesa até festas às segundas-feiras e peça dentro de ônibus.

Marcado por galerias de arte e teatros, o bairro ganhará um inusitado palco para apresentações, aos sábados e domingos de julho: um ônibus estacionado no pátio do planetário será o cenário da comédia “Na catraca”, monólogo escrito e interpretado por André Silveira (foto). Os espectadores, sentados nos bancos dos passageiros, conhecem Cleosvaldo, o cobrador. No seu trono – a catraca –, ele divide as angústias do dia a dia de um homem simples, divertido e mulherengo. O preço dessa viagem é R$ 30. O ator afirma que o cenário familiar de um coletivo deixa a plateia “à vontade para interagir”:

Divulgação

– Cada dia é um espetáculo diferente, pois sempre há interação com a plateia. Isso é muito legal. Às vezes alguém viaja e quer falar demais, mas eu mantenho o roteiro – conta Silveira.  

O roteiro de peças na região é extenso. No Teatro dos Quatro, no Shopping da Gávea, o drama “Pontes de Madison” tem Marcos Caruso e Denise Del Vecchio nos papéis principais da primeira montagem na América do Sul do best seller de Robert James Waller, de 1992. Na história, o casal vive flashbacks dos encontros e desencontros vividos desde que se conheceram no condado de Madison, Iowa (EUA), quando fotografavam as famosas pontes cobertas da região. Já no Teatro das Artes, também no shopping, o quinteto do “Comédia em Pé” faz piada com situações cotidianas. Os atores não representam personagens, nem têm o auxilio de cenários: apenas um microfone e as boas histórias de Claudio Torres Gonzaga, Fábio Porchat, Fernando Caruso, Léo Lins e Paulo Carvalho compõem a apresentação.

Além do Shopping da Gávea, o teatro do Jockey também destaca-se no repertório de encenações. O Festival Internacional de Linguagem reunirá, neste mês, companhias teatrais de Brasil, França, Argentina e Alemanha. A oitava edição terá uma particularidade: as apresentações – que misturam teatro de bonecos, circo e dança contemporânea – poderão ser acompanhadas em tempo real pela internet. O Jockey receberá cinco das 23 peças do festival, entre elas “Teatros de meia-sola”, na qual o argentino Fernán Cardama encenando a história de Chapeuzinho Vermelho com sapatos – uma bota faz o papel de lobo mal e um sapatinho é a Chapeuzinho.

A Casa da Gávea acolhe outro festival de teatro. O espaço é um dos destinos do terceiro festival de teatro da língua portuguesa, o FESTLIP, entre os dias 14 e 25. Contempla oitos países que utilizam o idioma: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor Leste e, é claro, Brasil. Na Gávea, estão programadas três das 15 apresentações teatrais do festival: o grupo brasileiro “Novo Ato” homenageará o poeta Carlos Drummond de Andrade em duas comédias e dois dramas, no “Drummond 4 tempos”; os caboverdianos do Centro Cultural de Mindelo fortalecem a arte do país com a peça “Androgínia”, na qual discutem a violência doméstica; e o grupo Binólogo, de Portugal, apresentará “Filhas da mãe – fantasias eróticas das mulheres portuguesas”, que discute a sexualidade feminina.

Divulgação

O festival reserva outras atrações para a Gávea. Na mostra gourmet “O Sabor da Língua Portuguesa”, no restaurante 00 Cozinha Contemporânea, os países de língua portuguesa mostrarão que compartilham a língua mas divergem quando o assunto é a gastronomia. Cabo Verde será representado com o prato de atum ao molho de curry vermelho acompanhado de purê de batata com nozes e abobrinha verde; Moçambique, com camarões grelhados ao leite de coco acompanhados de matapá de espinafres e arroz de açafrão.        

Nas férias, segunda também é dia de festa

Enquanto a cozinha da 00 promove a mostra gourmet, a boate da casa programa uma badalação no começo de cada semana. A festa Morfina acontecerá toda segunda-feira do mês de julho, com representantes da nova gereção musical, como Nina Becker e Gabriel Bubu. O projeto aposta na combinação entre música contemporânea no pátio da boate, no planetário. Para completar a experiência, antes e depois das atrações, o Dj e curador Gustavo MM comandará o agito.

Camila Grinsztejn

Na sexta-feira 16, o planetário abrirá as portas para outra festa. O show da cantora Luiza Possi faz parte do projeto “Astros em Cena”, que combina música com astronomia na cúpula Carl Sagan. A série de espetáculos – gratuitos – reuniu, ao longo do ano, artistas como Leoni e Paulinho Moska.

Para o dia 31, o Planetário organizou uma festa julina, na área externa. Comidas típicas, bandeirinhas, forró e quadrilha darão o tom caipira. Com entrada franca, o arraiá começará às 17h. 

Fotografias: futebol e Brasília entram em foco

Ainda em clima de Copa do Mundo, a  Galeria da Gávea apresenta a exposição virtual “O Círculo e o Retângulo”. O desafio da galeria feito aos fotógrafos convidados foi de “retratar a interseção entre o rigor da matemática e a paixão pelo futebol” – como informa a descrição da exposição no site. Os 20 fotógrafos produziram uma mostra para ser visitada no site da casa. Bruno Veiga, um dos artistas convidados, conta que a intimidade com o jogo de totó influenciou a foto:

Bruno Veiga

– Na faculdade, eu jogava muito totó. Mas era um “totó arte”, parecia o Brasil de 82. Além disso, tentei fazer algo único.

No Instituto Moreira Salles, seguem as comemorações dos 50 anos de Brasília. A exposição “As construções de Brasília” contempla 157 imagens e 44 obras de artes visuais modernas e contemporâneas que retratam as cinco décadas da capital. Nomes como Marcel Gautherot, Peter Scheier e Thomaz Farkas apresentam fotografias inéditas, do período entre 1958 e 1968. O objetivo da mostra, segundo os realizadores, é “demonstrar a audácia do empreendimento de Kubitschek, pelas belezas e, também, pelas fragilidades da cidade”.  

Crianças ganham programação especial no Instituto Moreira Salles e no Planetário

A exposição “As construções de Brasília” também é o ponto de partida para o terceiro sábado da programação infantil do Instituto Moreira Salles. Nesse dia (17/06), o tema “Brincando com arquitetura” utilizará as fotos da cidade projetada por Niemeyer como guia para apresentar a arquitetura às crianças. Nos demais sábados do mês, outros tipos de arte serão exposos aos pequenos.

O Planetário terá uma colônia de férias dedicada ao público infantil. A partir do dia 26, crianças de 7 a 9 anos receberão noções de astronomia com minicursos que desvendarão o céu na cúpula Carl Sagan, além de brincadeiras e visitas guiadas. No dia 30, último dia de atividades, será encenada – pelas crianças – a peça “Nós somos o universo”. Na montagem, os atores mirins representarão as estrelas do Sistema Solar para um público especial: os próprios pais das crianças.

Exposição de arte contemporânea traz o cotidiano para galeria no Shopping da Gávea

Divulgação/Bet Katona

Com elementos urbanos para compor o pensamento, Bet Katona mostra o cotidiano nas paisagens interiores e nas naturezas mortas. A exposição “Memórias e Lugares”, na Galeria Anna Maria Niemeyer, reúne dez quadros da artista húngara que veio para o Brasil aos 9 anos.

Clima de verão

A temporada quente e ensolarada, que tem aproximado o carioca das praias neste início de inverno, continuará por mais alguns dias. Depois da frente fria no fim de semana, as temparaturas voltarão a subir no Rio de Janeiro. De acordo com Fabiana Weikamp, do Instituto Climatempo, o tempo firme deve-se a um sistema de alta pressão atmosférica no Sudeste, formando uma barreira para a chegada de ventos úmidos. 

O sol seguirá até quinta-feira, quando uma nova frente fria chegará à cidade. Será sucedida por duas mais fortes: uma prevista para chegar dia 17 e outra, dia 22. Neste período, o frio e o céu nublado darão ao carioca a sensação de que o inverno finalmente estreou.

Anúncios

Sobre nacarreira

Textos de Bruno Alfano, aluno da PUC de comunicação social e de Thales de Barros, aluno da UFRJ da faculdade de letras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: